(55) 3538-1799

NO AR

Desperta Rio Grande

Com Lucas Kochen

Tecnologia

Cem milhões de dólares são roubados da Binance após ataque hacker

Escala do roubo foi avaliada em cerca de 100 milhões de dólares

Publicada em 07/10/2022 às 13:26h

por AFP/Correio do Povo


Compartilhe
 

Link da Notícia:

 (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil / CP)

A Binance, a maior plataforma de criptomoedas do mundo em termos de volume, anunciou nesta sexta-feira (7) que havia sido hackeada, avaliando a escala do roubo em cerca de 100 milhões de dólares.

De acordo com a Binance, os hackers conseguiram retirar um total de 2 milhões de BNB, a criptomoeda emitida pela Binance, ou cerca de US$ 580 milhões durante esta sexta-feira. No entanto, só conseguiram explorar uma fração do valor, uma vez que a maior parte da quantia foi imediatamente bloqueada.

"Conseguimos limitar os danos a menos de US$ 100 milhões", disse o chefe da Binance, Changpeng Zhao, mais conhecido pelo pseudônimo "CZ", à rede CNBC. No início do dia, ele tentou tranquilizar sua comunidade de usuários garantindo no Twitter, onde tem 7 milhões de seguidores: "O problema agora está sob controle".

"Seus fundos estão seguros. Pedimos desculpas pela inconveniência e forneceremos mais atualizações", acrescentou CZ. Em um post no site Reddit, a Binance também esclareceu que, do valor total efetivamente roubado, cerca de US$ 7 milhões foram congelados.

Os hackers atacaram a ponte de cadeia cruzada SC Token Hub. Uma ponte é um serviço que permite que um usuário transfira tokens criptográficos de um blockchain para outro. A blockchain Binance Smart Chain (BSC) à qual a ponte visada pelos hackers está conectada foi suspensa após o ataque hacker antes de ser restaurada algumas horas depois.

Os ataques informáticos contra pontes entre cadeias se multiplicaram nos últimos meses. Em agosto, hackers roubaram o equivalente a US$ 190 milhões explorando uma falha na Nomad.

De acordo com a Chainanalysis, US$ 2 bilhões foram roubados por meio de 13 ataques hacker a pontes cruzadas entre janeiro e agosto. Esses ataques representam 69% dos roubos de criptomoedas em 2022, indica Chainanalysis.

A Elliptic, outra empresa de analistas de criptomoedas, observou em seu relatório trimestral sobre ataques hackers divulgados esta semana que as pontes "tendem a acumular grandes quantidades de ativos bloqueados em muitas blockchains, muitas das quais podem não ter segurança avançada ou cultura de auditoria devido à sua relativa obscuridade". Isso torna as pontes "um alvo atraente para os cibercriminosos", acrescenta Elliptic.

Especialistas estimam que as pontes são particularmente visadas por hackers ligados a grupos terroristas ou regimes ditatoriais, incluindo a Coreia do Norte.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

TELEFONE/WHATSAPP

55 3538 1799

Copyright (c) 2022 - FM SUCESSO - Sucesso FM 88.3 - Boa Vista do Buricá - Crissiumal
Converse conosco pelo Whatsapp!